quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Atividade alunos Segundo Ano EEEFM "Petronilha Vidigal"


Realize uma pesquisa a respeito da visita de Yoani Sánchez ao Brasil buscando os motivos de tal ato e também conhecendo os motivos pelo qual o Governo Cubano elaborou um Dossiê a respeito da vida da blogueira. 

Construa um texto em dupla ou individualmente que traga uma breve biografia da blogueira e posteriormente destacando a questão política do ato praticado pelo governo Cubano com ajuda de seus tentáculos no Brasil.  

A postagem poderá ser feita até o dia 22/03/2013 as 17:00 horas  quando os comentários serão encerrados


Dúvidas podem ser tiradas pelo facebook: https://www.facebook.com/wagner.barbosadeoliveira.9?ref=tn_tnmn

Também curtam a página: https://www.facebook.com/FilosofiaCastelo

Bom trabalho a todos.

9 comentários:

  1. Escola: E.E. E. F.M Professora Petronilha Vidigal
    Nome: nágela, Daiani
    Série: 2 ano turno: matutino
    Biografia da yoane Sanchez
    Yoane Sanchez nasceu no município de centro habana, na cidade da havana, ela teve dois filhos chamados William e Mary Eumelia Sanchez cordero. Seu filho trabalhava na rede de ferroviária do estado, como avô dele. Primeiro como operário e depois como um engenheiro.
    Freqüentou a escola e fez seus estudos secundários em centro habana, incluído a assintência das escolas dos campos onde eles moravam no campo, como mencionado em antigo, dedicada á literatura infantil. Depois de um curto período de um curto período de tempo das editoras pediu demissão e passou ensinar e passou a ensinar espanholas as turistas alemãs.
    Em 2002 yoane retornou a cubas na entrada do blog ‘’eu vim que fiquei”.ela relatou que voltou as ilhas por razões das família da yoane ,mais havia perdido o seus diretos de regressar a cuba por um texto .

    ResponderExcluir
  2. Escola: Petronilha Vidigal
    serie: 2°m2
    componentes: Estefani Alves e kêndida francisco

    Yoani Sánchez nasceu no município de Centro Habana, na cidade de Havana 4 de setembro de 1975. Seu pai trabalhava na rede ferroviária do Estado após o que deu na Europa seu pai ficou sem trabalhar assim como muitos de seus colegas e, com isto, mudou para o ramo Frequentou a escola e fez seus estudos secundários em Centro Habana, incluindo a assistência às escolas. Foram anos difíceis para a economia cubana, coincidindo com o colapso da União Soviética e da perda dos subsídios a Cuba, que tinha assumido cerca de oitenta por cento do comércio internacional em Cuba, durante quase três décadas. Yoani conheceu o marido, o jornalista em 1993 e em 1995 teve um filho chamado Matt. Desde então eles vivem juntos em um apartamento em Havana.
    Em 2009 Yoani enviou ao presidente barack obama uma listra de Sete perguntas destinadas a facilitar a superação da disputa entre cuba e os Estados unidos. Em novembro Yoani recebeu respostas de Obama. Yoani enviou as perguntas para o presidente cubano. Em 19 de Novembro de 2009, houve uma sessão tumultuada na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, na qual havia uma discussão sobre a eliminação das restrições às viagens de americanos para Cuba. Um grupo de republicanos era contra a eliminação das restrições, lembrando o atentado que Yoani sofreu uma semana antes. Durante o encontro, o presidente de Relações Exteriores da Câmara tomou a palavra mostrando uma carta que tinha sido enviada por Yoani Sanchez defendendo o fim das restrições. Em fevereiro de 2009, Yoani publicou um post no qual denunciou a vigilância de seu prédio por homens do Ministério do Interior da República de Cuba, responsável pela supervisão dos críticos do governo cubano. Ela mencionou a existência de turnos rotativos de duas pessoas cada, e ilustrou o post com algumas fotos dos supostos membros do ministério, em roupas civis, montando guarda na porta de sua casa. Dois dias depois o France24, um canal de TV francês que funciona como "observador", confirmou o post de Yoani. Após quase 5 anos sem poder sair de Cuba, Yoani Sanchéz conseguiu uma autorização para visitar países onde recebeu prêmios ou tem interesses pessoais, caso do Brasil, onde é personagem entrevistada no documentário "Conexão Cuba-Honduras" do cineasta brasileiro Galvão. Isso só foi possível porque o governo cubano emitiu recentemente novos procedimentos onde há certo afrouxamento na liberação de viagens internacionais aos seus cidadãos, mas ainda com algumas restrições. Na sua passagem pelo Brasil, Yoani também participará de sessões de autógrafos de seu livro "De Cuba - com carinho", além de debates e seminários onde abordará o tema Liberdade de Expressão. A blogueira cubana Yoani encerrou sua polêmica passagem pelo Brasil de forma tranquila. Sem qualquer tipo de protesto, ela embarcou por volta das 13h35 no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, rumo a Paris. Da capital francesa, seguirá para Praga, na República Checa, sua próxima escala no giro que está dando em várias partes do mundo. Para nos foi um prazer a yoani vim aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
  3. Escola:petronilia vidigal
    serie:2°m1
    componente:Alice e michelangelo

    Em 2009 Yoani enviou ao presidente barack obama uma listra de Sete perguntas destinadas a facilitar a superação da disputa entre cuba e os Estados unidos. Em novembro Yoani recebeu respostas de Obama. Yoani enviou as perguntas para o presidente cubano. Em 19 de Novembro de 2009, houve uma sessão tumultuada na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, na qual havia uma discussão sobre a eliminação das restrições às viagens de americanos para Cuba.ela casou com um jornalista foi assim que sua vida foi bem aqui no brasil as pessoas gostaram dela

    ResponderExcluir
  4. E.E.E.F.M.´´Profª Petronílha Vidigal``
    Dupla:Ana Cláudia Dias Mariano,
    Werlon Braga
    Série: 2º ano matutino
    Yoana Sánchez
    Filóloga e jornalista cubana de 37anos,tem uma fama enorme devido suas críticas da situação social em cuba sob o governo de Fidel Castro. É uma mulher corajosa por ser uma das poucas que confronta a ditadura dos castros,e conhecida por seu blog nomeado como Generacíon Y. Há 20anos anos ela tentava viajar para outros países,mas sempre teve o visto negado,por ser vista como um perigo pelo governo de cuba,quando conseguiu permissão,planejou uma longa viagem por 80países dos quais receberá prêmios e comendas,devido a importância de seu blog. Primeiramente ela veio para o Brasil e durante suas palestras defrontou-se com fãs do governo cubano.O governo cubano distribuiu um dossiê contra Yoani Sánchez,com fotos dela comprando bananas,bebendo cerveja e indo á praia.Coisa que nem todos cubanos tem direito de fazer,somente os que são da turma dirigente de cuba que pode usufruir desse direito.Eles fazem de tudo e mais um pouco pra tirar a paz da cubana. Não é a toa que ela é perseguida,as pessoas xingam de ´´agente da CIA``,acusam-na de ser espiã dos EUA e jogam em seu rosto notas falsas de dólar. Ela é ameaçada,mais n teme a essa afronta,isso só serve pra mantê-la mais forte,ela luta em busca de um liberdade a qual não a encontra em cuba,e luta com garra e força de vontade e não desiste do alvo mesmo cuba tentando limitá-la com proibições como ser impedida de acessar seu blog e compartilhar suas críticas e idéias,mesmo sendo criticada pelas pessoas,ela é tão forte,que passa por cima disso tudo sem se ferir.
    ela não merece isso!!!
    isso é uma barbaridade,acho que todo mundo deve ter liberdade de expressão

    ResponderExcluir
  5. E.E.E.F.M.´´Profª Petronílha Vidigal``
    Dupla: Jéssica Machado , Kissila Louzada
    Série: 2º M1

    Yoani Sánchez Cordero Maria nasceu no município de Centro Habana, na cidade de Havana, fiha de William e Mary Eumelia Sánchez Cordeiro. Freqüentou a escola e fez seus estudos secundários em Habana, Yoani conheceu o marido, Reinaldo Escobar, em 1993 e em 1995 teve um filho chamado Matt. Desde então eles moram juntos em um apartamento em Havana.Yoani Sánchez é uma filóloga e jornalista. Yoani é conhecida por seu blog “Generación Y”, editado em abril de 2007, com dificuldades, porque ela não pode acessar de casa, e por isso Yoani, definiu-se como uma blogueira "cega” .

    ResponderExcluir
  6. E.E.E.F.M.Profª Petronílha Vidigal
    Componentes:Carlos Eduardo,João Carlos
    Série:2° m2
    Yoani Sánchez, Conhecida mundialmente como a blogueira cubana que manifesta suas opiniões contra a ditadura dos irmãos Castro em Cuba, recebe apoios pela sua luta em favor da democracia e, ao mesmo tempo, sofre perseguições e protestos dos defensores do comunismo de Havana. Nascida em 4 de setembro de 1975, é filóloga e jornalista.
    Ela critica o baixo nível de acessibilidade da Internet em seu país, onde ter computador, celular e internet em casa é muito caro. O salário médio em Cuba é de 30,00 dólares ao mês.
    O seu blog, o “Generacion Y”, é descrito da seguinte maneira: “É um blog inspirado em pessoas como eu, com nomes que começam ou possuem o y”. Nascidos em Cuba dos anos 1970 e 1980, marcados pelas escolas rurais, bonequinhos russos, a emigração ilegal e a frustração.
    A vinda de Yoani ao Brasil não foi fácil. O regime cubano não permitia a saída da blogueira e o senador petista Eduardo Suplicy, sensibilizado com o trabalho dela, chegou a enviar uma carta à embaixada solicitando uma autorização especial para ela se ausentar do país.

    ResponderExcluir
  7. EEEFM PETRONILHA VIDIGAL
    COMPONENTES:SARAH FERRAZ,LUANA DA SILVA
    SÉRIE:2º M2
    Yoani Sánchez Cordero Maria nasceu no município de Centro Habana, na cidade de Havana, uma das duas filhas de William e Mary Eumelia Sánchez Cordero. Seu pai trabalhava na rede ferrroviária do Estado, como o avô tinha feito antes, primeiro como operário e depois como um engenheiro. Quando o sistema de transporte ferroviário de Cuba entrou em colapso após o fim do comunismo na Europa, William Sanchez ficou sem trabalho, assim como muitos de seus colegas e, com isto, mudou para o ramo da reparação de bicicletas.
    Frequentou a escola e fez seus estudos secundários em Centro Habana, incluindo a assistência às escolas de campo onde, como mencionado em seu artigo "O Hobbit Hole", a falta de individualidade e privacidade se tornou insuportável.[4] Foram anos difíceis para a economia cubana, coincidindo com o colapso da União Soviética e da perda dos subsídios a Cuba, que tinha assumido cerca de oitenta por cento do comércio internacional em Cuba, durante quase três décadas.

    Yoani conheceu o marido, o jornalista Reinaldo Escobar, em 1993 e em 1995 tiveram um filho chamado Matt. Desde então eles vivem juntos em um apartamento em Havana
    Após quase 5 anos sem poder sair de Cuba, Yoani Sanchéz conseguiu uma autorização para visitar países onde recebeu prêmios ou tem interesses pessoais, caso do Brasil, onde é personagem entrevistada no documentário "Conexão Cuba-Honduras" do cineasta brasileiro Dado Galvão. Isso só foi possível porque o governo cubano emitiu recentemente novos procedimentos onde há certo afrouxamento na liberação de viagens internacionais aos seus cidadãos, mas ainda com algumas restrições. Na sua passagem pelo Brasil, Yoani também participará de sessões de autógrafos de seu livro "De Cuba - com carinho", além de debates e seminários onde abordará o tema Liberdade de Expressão.

    ResponderExcluir
  8. Escola: Petronilha Vidigal
    Sulamita Soares Vieira e Thalita Barcellos
    2°M02
    Yoani Sánchez:

    Yoani Sánchez é uma blogueira Cubana que tem 37 anos, que até já foi elogiada por Barack Obama e considerada por uma revista como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo. Ela é blogueira em um país onde existe 11.0000 de habitantes, onde fora das repartições públicas apenas 3.200 computadores estão conectados na internet. Em cuba entra pouquíssimos computadores por causa do embargo comercial americano que dura a mais de meio século. O que ela escreve é traduzido em 17 idiomas, não é propaganda planfetária é jornalismo de qualidade, sobre questões de direitos humanos, sobre a falta de oxigênio político.
    Yoani cresceu de vagarinho conquistou seu espaço de liberdade, a partir de certo momento ficou muito importante para que o regime desaparecesse com ela, vira uma espécie de exeção a uma regra feita de repreção e silêncio não deixar surgir um outro blogueiro como ela. Cuba é um país burocrático que não permite liberdade de expreção. A vinda de Yaoni no Brasil, foi para expressar-se mais foi muito mal recebida, alguns receberam ela bem, Yaoni luta pela liberdade de expreção em seu país (Cuba); é uma vergonha por tê-la recebida assim, por sermos um país democrático. Ela é uma cidadã como todos nóis, assim como defendemos algo que achamos errado ela também luta, ela defende o que acha certo. Ela veio com o propósito de manifestar suas ideias, mais baderneiros queriam atacar essa senhora, que país é esse? Devemos acolhe-la por termos a nossa liberdade; não ataca-la . ‘Ideias devem ser expressadas’.

    ResponderExcluir
  9. Escola:EEEFM PROFª PETRONILHA VIDIGAL
    COMPONENTES:Renato Luiz de Miranda e Jean marcos nascimento Bucker
    SÉRIE:2ºM02

    Yoani Sánchez Havana,é uma filóloga e jornalista cubana. Licenciada em Filologia em 2000 na Universidade de Havana, alcançou fama internacional e numerosos prêmios por seus artigos e suas críticas
    Em 2000 ela se formou na Universidade de Havana, com o título de Filologia, e uma tese controversa.
    Muitas pessoas vêem Yoani como uma defensora da liberdade de expressão em um suposto governo "ditatorial, autoritário e fortemente represivo." Simpatizantes da revolução, blogueiros cubanos aliados ao governo cubano alegam e fomentam a criação de inúmeras suspeitas de ligações de Yoani com supostos agentes estrangeiros infiltrados em Cuba e com a CIA.Em toda a mídia oficial cubana existem inúmeras acusações contra Yoani. As principais acusações contra ela são de que ela seria uma mercenária paga pelo governo dos Estados Unidos e que seus artigos supostamente denigririam a revolução cubana e que ela estaria fomentando um subversão interna.Após quase 5 anos sem poder sair de Cuba, Yoani Sanchéz conseguiu uma autorização para visitar países onde recebeu prêmios ou tem interesses pessoais, caso do Brasil, Sua chegada ao país, porém, enfrentou alguns contratempos. Logo ao sair do saguão de desembarque do Aeroporto Internacional do Recife (PE), na madrugada de 18 de fevereiro de 2013, a blogueira cubana enfrentou manifestações ruidosas de uma dezena de simpatizantes do regime castrista. Jovens ligados à partidos de esquerda, como o PCdoB, PCR e PT levaram cartazes onde acusam Yoani de ser agente da CIA e traidora do regime cubano. Já em Feira de Santana, na Bahia, no dia seguinte, onde haveria a exibição do documentário pela primeira vez com a participação de Yoani, outro pequeno grupo de ativistas pró-Cuba - esses mais violentos - conseguiram cancelar o evento. Notas falsas de dólar foram agitadas e Yoani teve inclusive seu cabelo puxado. Um dos manifestantes esfregou uma nota em seu rosto. Depois da intervenção dos organizadores do evento, foi aberto um debate público com a presença dos manifestantes. Esses porém, apenas vaiavam ou gritavam palavras de ordem, enquanto uma Yoani sorridente e tranquila discursava contra o embargo dos EUA à Cuba e dizia estar ali exatamente para defender a liberdade que os próprios manifestantes tinham em um país democrático, diferente do que ocorreria em Cuba caso a ordem fosse invertida,Yoani Sánchez ela era uma blogueira com diferentes atributos de agir,hoje ela e conhecida por suas polemicas no munto todo.

    ResponderExcluir